A verdade sobre ser você mesmo

fevereiro 28, 2018


Muitas vezes pensei que fazer o que eu quero era egoísmo. Refleti bastante sobre isso, levei o tema para terapia e percebi que nem sempre é assim. Às vezes a gente deixa nossas vontades de lado achando que não podemos priorizá-las porque isso vai machucar o outro. Mas aí quem está se machucando somos nós. E machucados como podemos ser bons para o outro?

Por isso percebi que não faz bem viver se reprimindo, negando suas vontades e vivendo em função de agradar a quem está perto. É frustrante. Por mais que a gente tente agradar às pessoas, nunca vai ser suficiente, defeitos sempre vão ser apontados. Talvez seja melhor apenas tentar ser o que somos e agradar a nós mesmos. 

Se for para afastar quem não gostar do que somos, então talvez seja melhor assim. Podemos até acabar atraindo os que veem em nosso verdadeiro eu alguém interessante. 

Se moldar segundo as opiniões alheias não é sinônimo de fazer as pessoas felizes. Aliás ser a felicidade dos outros não é nossa responsabilidade. Nossa responsabilidade mesmo é nos fazer feliz. Estar satisfeito com suas próprias escolhas e não ficar tentando completar o que falta em alguém.
Não acredito nem um pouco em "almas gêmeas" ou "metade da laranja". 

Quem é que gostaria de ser apenas uma metade quando se pode ser inteiro?

Interessante é a pessoa que tem seus próprios gostos, sonhos, vontades. A pessoa que sabe ser feliz sozinha, que gosta tanto de si mesmo que estar sozinho basta. E que se o outro vier vai ser para complementar e não completar.

Sei que, depois que parei de depender da aprovação de todo mundo, me senti livre pra ser quem eu quiser. Parei de sentir tanto medo dos julgamentos e olhares críticos. Afinal de contas, quem vai ter que conviver com as consequências dessas escolhas sou eu. Então o mais saudável pra mim é decidir sozinha que caminho seguir e sentir a leveza da liberdade. 

É claro que se livrar da insegurança não é como apertar um botão e desligar os pensamentos ruins e as travas. Porém é sim um exercício diário. Uma atitude que precisa ser tomada a todo momento e nem sempre é fácil. Mas quem é que disse que o que é bom vem sem esforço?

You Might Also Like

11 comentários

  1. que reflexao super bacana, com certeza temos que ser fieis a nos mesmos e procurar sermos inteiros

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  2. Oi Raissa!
    =)

    Amei seu texto, é débil assunto pertinente E eu me identifiquei c seu relato. Já fui uma pessoa que me anulava para agradar ao outro, justamente por pensar que estava sendo egoista e não pensando no próximo. Eu realmente me sentia tão sufocado e infeliz com isso que decidi fazer terapia e melhorei muito. Foi um processo, como você disse não é como um botão que voce aperta e tudo mudar. Aos poucos fui melhorando e me sinto outra pessoa agora.

    Bjão,
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz de saber que você está melhor! Obrigada por dividir sua história <3

      Excluir
  3. Adorei!
    Eu sempre digo que eu me amo e se eu não me amar, por que outras pessoas amariam?
    Eu não sou metade de ninguém, sou uma inteira. E o Caio está junto para somar comigo, não porque eu não sou completa. E sei que ele pensa o mesmo. A gente está junto porque quer, não porque precisa. :)
    Fiz muito isso, deixar minhas vontade de lado pelos outros, mas não mais. Aprendi que um pouco de egoísmo faz bem.
    Claro que tudo é uma questão de bom senso. Não vou fazer coisas que magoem os outros, mas também não vou me magoar para agradar alguém.
    E assim é a vida, a gente vai se conhecendo e segue em frente.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que dizer sobre esse comentário? Lacrador! <3 Sempre compartilhando verdades né Bistequinha?! :D

      Excluir
  4. Oi, Raí!
    Me arrepiei com o teu texto. Já perdi a conta de quantas vezes tentei me adaptar a alguns grupos e para isso deixei de ser quem eu sou. Hoje vejo o quanto isso é errado e não vale a pena.
    Um super beijo!
    Thami, Blog Historiar.

    ResponderExcluir
  5. Profunda reflexão! Gostei do muito do texto. Precisamos estabelecer que nós podemos ser inteiros, completos e felizes sem depender dos outros antes de qualquer um e qualquer coisa... o que vier pode acrescentar e/ou complementar. Parabéns! Abraços

    ResponderExcluir
  6. Nossa, não tem como eu me identificar mais com esse texto. Infelizmente, esse exercício além de diário é exaustivo porque a gente se martiriza pensando que não estamos fazendo as escolhas certas porque as pessoas parecem nos julgar e nos preocupamos demais com os outros. Parabéns por levantar essa discussão aqui e fazer pensar sobre isso, muito bom saber que não estamos sozinhos nessa...


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Obrigada por me visitar!
Beijos.

contatoooldr@outlook.com

Canal

Canal
Se inscreva!

Facebook

Estou lendo

Estou lendo