Aquelas que só leem o livro depois que o hipe já passou...

janeiro 03, 2018

Resenha A Maldição do Tigre

Olá leitores! Seja bem vindos a mais uma resenha aqui no blog e hoje vamos falar sobre o super hipado, A Maldição do Tigre!


Apesar de esse hipe ter dado uma esfriada (mas agora está voltando com a divulgação da capa do último livro), só fui ler o primeiro livro dessa saga agora. O resultado foi que amei os personagens e toda essa mitologia hindu que cerca a história.

Para quem não conhece o livro, ele conta a historia da Kelsey, uma garota que perdeu os pais há alguns anos e agora vive com uma família adotiva. Ela decide arrumar um trabalho porque não se sente à vontade morando de favor na casa dos outros e ainda por cima dependendo do dinheiro alheio pra fazer suas coisas. 

Isso já é um indício da personalidade independente e forte da garota, o que eu aprecio muito...

Enfim, Kelsey consegue um emprego em um circo como ajudante e acaba sendo designada para cuidar de um tigre. Ela se sente muito sozinha e se afeiçoa pelo tigre, todas as noites vai até a jaula dele e fica conversando com o felino como se ele fosse humano.



O que ela não esperava é que, na verdade, ele é mesmo humano e foi amaldiçoado muuuitos anos atrás. Dirhen, ou só Ren para os íntimos, é um príncipe indiano que foi traído pelo irmão e sequestrado pelo rei de uma cidade vizinha à sua. Ele e seu irmão foram amaldiçoados por esse mesmo cara do mal aí e agora vivem na forma de um tigre, só podendo se transformar em homem por 24 minutos a cada 24 horas.

Kelsey decobre isso e vai para a Índia com Ren para ajudar a quebrar a maldição dele e de seu irmão. Mas ela acaba descobrindo que isso não vai ser tão fácil assim. E é aí, caros leitores, que a coisa pega...

Como eu disse antes, eu gostei muito dos personagens, da determinação da Kelsey, da gentileza do Ren, do carisma do Kishan (irmão do Ren). E eu também adoro um romance com fantasia e um pouquinho de drama familiar. Além disso, o livro é, em sua maior parte, ambientado na Índia e acabamos conhecendo muito da cultura de lá.

Eu já conhecia a escrita da autora através da série Deuses do Egito, que ela ainda está escrevendo. Então eu já era familiarizada com seu jeito de construir as histórias e moldar os personagens. Eu gosto de como ela pensa na trama e pesquisa sobre os lugares que ele pretende ambientar suas histórias.

O único problema que eu tenho com a Colleen Houck é que ela sempre quer fazer séries com muitos livros. Então, em alguns momentos, a história começa a ficar um poquinho arrastada. Por exemplo, para quebrar a maldição o Ren e a Kelsey precisam pegar 4873835 oferendas depois fazer 2848478 sacrifícios e ir em um monte de lugares, enfrentar um monte de criaturas. Fica parecendo a linha narrativa de Senhor dos Anéis, sabe? 

Eu acho que daria muito bem pra resolver isso aí em três ou quatro livros de boa. A história ficaria dinâmica, ainda falaria bastante da cultura da Índia, teria tempo de o romance se desenvolver e não teria que ficar enchendo linguiça com coisa de oferenda e sacrifício e blá blá blá....

Se não fosse por isso a história seria perfeita! Maaaaaas eu ainda não li os outros livros, então pode ser que eu volte atrás do que estou escrevendo aqui agora. Porém acho difícil isso acontecer, porque uma pessoa ansiosa como eu não aguenta esperar seis livros pra descobrir o final da história.. 

Enfim, eu recomendo esse livro para quem não tem problemas em embarcar em uma série um tanto longa. É um romance fantástico apaixonante e sei que o Ren e a Kelsey vão conquistar vocês também!


You Might Also Like

5 comentários

  1. Oi, Rai!
    Esse post é pra mim hahhahahah
    Eu tinha todos os livros da Maldição do Tigre há uma vida, mas só li o primeiro ano passado e decidi passar pra frente. Não que eu não tenha gostado da história, mas também não foi daquelas que me conquistou 100%. Fora que ainda tem mais um livro vindo por aí...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Oi Raissa
    Eu comecei a ler mas n dei continuidade...
    talvez o momento n fosse o ideal pra essa leitura
    Ah! Eu adoro séries, mas umas se arraaaaastam demais, capaz de ter 10 livros qd 2 ou 3 resolveriam de boa!
    Enfim, no momento n começaria de novo essa leitura MAS quem sabe mais pra frente?!

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Raíssaaaaa!
    Eu estou doida para ler essa série, mas quero ler o novo do Deuses do Egito antes, que eu amoooo!
    Eu nem sabia do enredo dessa, mas já gostei, mesmo com os contras que você falou sobre por vezes se arrastar.
    É tão difícil ver livros com a cultura indiana, né? Me interessei.
    E também sou do tipo que lê depois do hype, HAHAHAHAHAHAHA.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li, gostei da sua resenha. E essa capa é maravilhosa :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. ah eu tbm sou dessas, lembro que a culpa é das estrelas por ex só fui ler MUITO depois; sempre tive curiosidade com esse livro do tigre

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Obrigada por me visitar!
Beijos.

contatoooldr@outlook.com

Canal

Canal
Se inscreva!

Facebook

Estou lendo

Estou lendo