Leitor sensível?


Leitor sensível?

Olá leitores!
Recentemente começou a rolar uma polêmica envolvendo o termo "leitor sensível". Tudo começou na Inglaterra e Estados Unidos, onde as editoras passaram a contratar pessoas para ler os manuscritos e identificar se algum conteúdo ali poderia ofender alguém, seja por gênero, orientação sexual, raça ou qualquer outra característica.

Leia também:


Aqui no Brasil os leitores sensíveis ainda são novidade, mas a editora Record já utilizou desse recurso na edição do livro Fera. Para quem não conhece o livro eu resenhei ele aqui. Mas resumidamente o livro trás assuntos relacionados a aparência e identidade de gênero.

Cada vez mais a luta pela igualdade está ganhando força, vemos isso através do movimento feminista, a luta dos negros, a revolta contra a homofobia, o reconhecimento de que magro não é necessariamente sinônimo de beleza e muito mais. Por este motivo as pessoas que se encaixam nessas características tem sentido que possuem uma voz e merecem ser ouvidas. 

Por tanto a preocupação em agradar a todos os leitores está bem clara nessa atitude das editoras. O leitor está cada vez mais exigente e a demanda por conteúdo representativo também está maior. Mas será que essa iniciativa dará certo?

O que vocês acham?




Leia também:

Comentários

  1. Nunca tinha ouvido falar desse termo mas achei realmente muito interessante essa proposta e acho que é uma maneira de evoluirmos nessas questões de representatividade e preconceito...


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
  2. Eu tinha ouvido falar por alto desse termo ,mas não sabia do que se tratava .Eu achei a ideia bem legal.

    Beijos

    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
  3. Oi, Raíssa. Eu acho legal a ideia, mas o que acontece é que isso acaba limitando muitos os autores ao escreverem uma história. Já vi uma menina criticar horrores um autor por ter um personagem machista nele. Acho que os livros deveriam retratar a realidade dando espaço para todos os envolvidos nela. Então é algo que tem que pensar melhor e não adotar de cara.
    Beijos
    http://www.leitoraencantada.com/

    ResponderExcluir
  4. ainda nao conhecia esse termo, mas acho interessante sim a prosposta, as pessoas querem cada vez mais se sentirem incluídas e representadas

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  5. Nossa, nunca tinha ouvido esse termo.
    Eu acho legal em partes, bom pra tds se sentirem bem ao ler um livro, mas acho q limita um pouco o autor, afinal ele n estaria escrevendo o que viesse à mente, e sim criando algo tentando agradar ou desagradar alguém...
    N sei, fiquei dividida pra poder opinar realmente.

    Bjooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Obrigada por me visitar!
Beijos.

contatoooldr@outlook.com