Vida Literária: A Princesa de Gelo

Autora: Camilla Lackberg
Editora: Planeta
Páginas: 147
Ano: 2010


Erica Falck é uma escritora que volta para sua cidade natal para lidar com a morte de seus pais. Chegando lá, ela descobre que sua ex melhor amiga de infância morreu misteriosamente. Erica vem de uma cidade pequena, então é uma daquelas tramas onde todo mundo conhece todo mundo.
Paralelo a isso, Patrik Hedström, um policial da cidade, começa a investigar a morte dessa moça. Ele reencontra Erica, a garota pela qual já foi apaixonado anos atrás. E a partir daí os acontecimentos vão se desenrolando.

O livro é narrado em terceira pessoa, o que muitas vezes é melhor para livros policiais, pois assim temos uma visão mais ampla da estória. Porém o gênero já não é um dos meus favoritos e a escrita da autora é um tanto arrastada, o que dificultou ainda mais a minha leitura.

Geralmente livros policiais tem que ser bem dinâmicos e cheios de ação para me prender, então não foi o caso deste livro. Apesar de a autora se mostrar inteligente ao nos oferecer um quebra cabeça elaborado, o livro não funcionou para mim.

Além disso, a estória ficou o tempo todo girando em torno da personagem principal e o foco da investigação se perdeu em meios aos problemas pessoais da protagonista. Acho que a emoção de se ler um romance policial se perdeu um pouco por causa desse estilo de narrativa.

O livro faz parte de uma série numerosa e fico me perguntando se os outros volumes são maçantes na mesma medida que este primeiro. Para quem gosta muito do gênero e tem paciência com reflexões pessoais o livro pode agradar. Mas para quem, assim como eu, prefere um ritmo mais dinâmico nem insista nesta leitura.

"E, sinceramente, foi uma boa leitura. E só. Apesar de ser arrastada em alguns momentos, por causa das muitas descrições, pude notar que foi uma trama bem pensada, acredito que isso se deva ao fato de que, antes de ser escritora, Camilla trabalhava como produtora, então, provavelmente escrevia roteiros e coisas que o valha. Se por um lado, as descrições eram um poucos chatas, por outro, as mesmas descrições eram o que salvavam a história, pois eram esses detalhes que amarravam a trama." Kamila, Resenha e Outras Coisas

"Comecei a gostar de livros do gênero com a escrita da Agatha Christie que em minha opinião, é mestre em criar enredos bem trabalhados e com um bom desfecho. Não gosto de comparativos, mas não posso negar que minhas expectativas estavam altas para essa obra desde a comparação na capa. Infelizmente a obra não funcionou comigo. Achei o enredo parado e sem muitas emoções... Mas essa é só a minha opinião, há diversas resenhas positivas para a obra. Dê uma chance..." Ana, Entre Chocolates & Músicas

Essa postagem faz parte do:

O Outro Lado da Raposa

Um comentário:

  1. Olás!

    Eu já falei tudo o que achava no quote e fico feliz em ver que não fui a unica que achou a leitura massante e chatinha até.
    Mas valeu a experiência.

    Beijinhos

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Obrigada por me visitar!
Beijos.

contatoooldr@outlook.com

Instagram