Tudo ou Nada


A adolescência. Aquele tempo em que é ou tudo ou nada. Onde nossas emoções são mais intensas, nossos sonhos mais vividos e nossas dores mais dramáticas. Um tempo em que vivemos como se o mundo fosse acabar no dia seguinte e ao mesmo tempo queremos crescer desesperadamente para tomar nossas próprias decisões.

E ai, quando finalmente crescemos e somos considerados adultos, olhamos pra trás e desejamos viver tudo de novo, nem que seja por um dia. Pois conforme amaduremos, perdemos um pouco daquela fé cega e inabalável em nossos sonhos. Percebemos as coisas ruins do mundo muito mais do que as boas e já nada é como costumava ser.

Aquele tempo em que partimos nosso coração e achamos que nada mais ia ser igual está tão distante agora. Mas ainda levo em meu coração a mesma fé que um dia tive. A fé que me leva a continuar lutando todos os dias pelo o que acredito. A crença de que um dia farei a diferença.

Não devemos nos arrepender do que não podemos mudar. Não podemos viver no passado e lamentar por nossas vidas serem tão diferentes de quando eramos mais novos. O que podemos fazer é manter aquela chama acesa dentro de nós. Guardar os sonhos e lutar para que se tornem realidade. Mas, acima de tudo, podemos aprender a reconhecer a felicidade que nos é entregue todos os dias, pedacinho por pedacinho. E agradecer por isso.

Comentários

  1. Ah a adolescência! É bem verdade quando dizem que devemos aproveitar ao máximo essa etapa tão fascinante da vida. Amadurecer dói e a gente sente essa dor.
    Amei o texto, me emocionou muito <3 :')

    ❥Blog:Gordices Literárias

    ResponderExcluir
  2. Oi, Raissa!
    Amei seu texto. Na adolescência somos muito dramáticos: tudo ou nada. Mas, se eu pudesse, eu daria uns conselhos para meu eu adolescente.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderExcluir
  3. Que texto lindo! Amei, parabéns! <3
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Que amor! <3
    Adoreeeeei o texto, porque eu me enxerguei muito aí.
    Eu era a rainha do dramaaaaaa, hahaha. Minha filha, quando meu coração partia era o fim do mundo total. Já chorei muito por muitos babacas, hoje eu fico rindo.
    Ainda sinto tudo muito intensamente e sou uma adolescente eterna. Espero nunca perder essa fé cega nos sonhos que você citou, porque felizmente eu ainda tenho.

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  5. Olá Raíssa,
    Que texto mais incrível. Você só disse verdades.
    É isso mesmo, não podemos nos arrepender do passado, precisamos apenas viver.
    Espero ver mais textos.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  6. Realmente é coisa da idade, de fases né. A gente vai crescendo e percebendo que nem tudo é motivo de drama ou desespero rs.
    Amei o texto.
    Beijo

    www.tecontopoesia.com

    ResponderExcluir
  7. Que lindo <3 Adolescência? um mundo dramático, amores fracassados e uma vontade louca de se tornar adulta logo de uma vez. Sei bem como é isso!
    Belas palavras! Adorei <3
    Da uma passadinha lá no meu blog!
    Beijos
    http://palavrass-ao-vento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. AAAAh... a adolescência tem lá sua magia. é uma pena que quando estamos passando por ela não sabemos disso e não se aproveita quando se deve. Mas, de fato, as melhores lembranças que tenho são a desse tempo. Se eu pudesse, voltaria (não é a toa que digo que não sai dos 17 anos ainda HAHAH).

    Mas o hoje tá aí pra ser vivido. E não é pq viramos adultos que temos de nos tornarmos amargos, certo?

    beijo
    beinghellz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. "Guardar os sonhos e lutar para se tornarem realidade"... que lindo Raíssa!
    Um ótimo texto, uma inspiração.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Raissa!

    Nossa, eu tenho muitos arrependimentos, mas vc tem razão, não dá pra mudar o passado, então ola pra frente, né?

    Adorei o texto

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  11. QUE TEXTO LINDO! E você não podia ter escolhido capa melhor, que filme representa tão bem a juventude e as mudanças da vida adulta? Eu sinto muito amor mesmo por HSM <3
    Eu desse tipo de pessoa que vive relembrando o passado e sofrendo pelo presente não parecer tão bom quanto o passado foi. Fico lembrando da minha infância, os dias que brincava com minha irmã o dia todo, ou brincava na rua com os amigos, a escola que era maravilhosa, as reuniões de família pareciam tão mais divertidas, mas a gente não para pra pensar que ta em nossas mãos o poder de fazer o presente ser tão bom quanto o passado parecia ser, somos nós que fazemos as nossas vidas e se as coisas não estão bem hoje é porque em algum lugar tem alguma coisa errada. Agora que eu tenho consciência disso, quando penso no passado não penso como a "melhor época", apenas como lembranças calorosas de uma época que não volta mais, ainda tenho muito a viver, eu ainda sou jovem, eu ainda posso fazer tudo o que eu quiser!

    ResponderExcluir
  12. Oie Raíssa =)

    Eu não foi uma adolescente "dramática", até por que como convivi sempre com pessoas mais velhas, acho que acabei amadurecendo rápido demais. Mas confesso que com o tempo perdi um pouco dessa fé inabalável que temos quando somos mais jovens e passei a pensar bem mais antes de agir, o que em muitos momentos me leva ao arrependimento. Sabe quando você fica pensando, "por que eu não fiz?" ou o "e se?".
    Belo texto!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Cara, que texto lindo! A minha adolescência foi bem morna, bem sonsa. Se eu pudesse voltar no tempo, eu tentaria fazer diferente, ou não, tudo depende da minha personalidade. Mas, sério, você deveria trazer mais textos assim, adoro refletir com eles!

    ResponderExcluir
  14. Adorei.
    Ás vezes me pego pensando em como eu deveria ter aproveitado mais minha adolescência, isso me corrói de vez em quando. Mas realmente, não temos que viver de passado. O que passou passou, agora é olhar em frente e resgatar esse sentimento de esperança e sonhos que nós tínhamos naquela época!

    Beijos
    http://aquelaborralheira.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Adorei. Tenho 17 anos e às vezes (ou quase sempre) tenho muito medo de ir perdendo cada vez mais a fé nos meus sonhos. Já percebo que perdi um pouco e isso é meio doloroso pra mim. Gostei muito do texto ♥ ♥. Beijos!
    -Sam, sonaorepareabagunca.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Ótimo texto Raposinha!
    Eu lembro que ate uns 11 anos, eu queria desesperadamente crescer. Quando virei adoslecente eu queria desesperadamente ter 16. Quando fiz 16, não queria voltar a ter 12. Meio louca né? Ainda me pego muito pensanso em quanto eu ainda queria see criança ou mesmo adolescentes. As vezes acho que nunca mais vou amar tanto quanto amei e sofri por amores platônicos. Queria um pouco dessa inocência dd voltar, só as vezes. Mas cada vez mais vejo o quanro amadurecer também pode ser bom. Hoje enxergo o mundo de outra forma, consigo ser minimamente critica com minhas próprias escolhas e mesmo preocupada com o incerto do amanhã, eu sei que por mais que não tenha nada efeitvamente de novo ou surpreendente, foi mais um dia para eu amadurrcer os meus pensamentos e aprender com a vida.

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Cara, é exatamente isso. Nunca queremos ficar na zona de conforto ou no "mediano". Queremos tudo ou nada. É uma época muito louca por conta da confusão de sentimentos e de tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo, mas com certeza é muito bom também.


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
  18. Oi Rá!

    Amei o texto! Ótima reflexão!
    Lembro de quando era mais nova queria logo fazer meus 18 anos pra poder dirigir, não depender de ninguém...a gente vivia querendo ser adulto logo, querendo trabalhar logo...santa ilusão!! Eu era feliz e não sabia! haha

    Se eu pudesse dar um conselho, a mim mesma, seria aproveite o dia de hoje, aproveite o momento, sempre! Pois uma das nossas melhores fases, a adolescência...VOA! E dá uma baita vontade de reviver tudo novamente!!

    Beijos, Bá.
    http?//cafecomlivrosblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oi, Raíssa! Tudo bem? Ahhhh que texto mais lindo! <3<3<3 Me identifiquei com muitas das situações relatadas por ti e acho que é isso mesmo: temos que manter essa chama acesa dentro de nós! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi, Raí.

    É natural do ser humano se arrepender, querer voltar no tempo e aproveita-lo melhor. Mas isso, infelizmente, na maioria das vezes não é possível.
    Temos mesmo é que viver intensamente, por mais clichê que isso soe. A vida é o que está acontecendo conosco nesse exato momento, vamos vivê-la da melhor forma possível.

    Adorei o texto!
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Adorei o texto. Realmente a gente não deve se arrepender de nada e a adolescência é uma das melhores fases que vivenciamos.
    http://revelandosentimentos.blogspot.com.br - Top Comentarista. 2 livros para o vencedor

    ResponderExcluir
  22. Que legal! Gostei muito do texto, parabéns!

    ResponderExcluir
  23. Oi Ra, tudo bem flor ???
    Eu sempre digo que nunca fui realmente adolescente. É estranho olhar para trás e ver que certas coisas nunca mudaram, outras foram deixadas de lado e muitas foram jogadas fora pela vida confusa e maluca, mas que hoje voltam de mansinho e se juntam ao que um dia fui.
    Já passei por dores amorosas "terríveis", pensei que o mundo fosse acabar, mas elas só me ensinaram que nada era realmente importante, não como pensei que fosse, não como a sociedade queria que eu quisesse que fosse. Ao contrário dos meus "coleguinhas", nunca senti vontade de me manter igual a todos, fazer parte do grupo, farrear e agir como se o amanhã nunca fosse chegar. Infelizmente sempre me mostraram que é preciso dar duro para se ter um bom futuro, e muitas vezes esse futuro me tirou sonhos e alegrias, mas me ensinou coisas que hoje fazem os sonhos e alegrias valerem muito mais a pena.
    Não tive uma adolescência como a maioria teve, mas como você destacou tão bem no texto, ainda olho para trás e as vezes sinto falta de um detalhe ou outro.
    Adorei o texto, ficou maravilhoso, e veio cheio de boas lembranças !!! ^^

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Obrigada por me visitar!
Beijos.

contatoooldr@outlook.com