Textos

Sozinhos na multidão

17:00


Já repararam em como estamos sempre tentando fugir da realidade?
Somos viciados em séries, filmes, novelas, programas de televisão, livros, desenhos animados, quadrinhos...
Muitas vezes preferimos viver a vida de outro do que a nossa própria e, com isso, acabamos nos perdendo. Quando levamos o imaginário muito a sério, a realidade deixa de ser satisfatória. Quando só conseguimos nos emocionar de verdade com acontecimentos fictícios, a vida que temos perde a cor.
E quando não temos alternativa e precisamos encarar a realidade, não aguentamos e apelamos para substâncias que nos deixem com um pé no mundo real e o outro no país das maravilhas.
O engraçado é que usamos a desculpa de que estamos comemorando e nos embebedamos, mas na realidade comemorar de verdade seria celebrar a vida como ela é.
Por que não temos essa capacidade?
E com isso incluo a mim também, não pensem o contrário.
Por que não consigo aproveitar meu tempo no mundo real, com seus defeitos e prazeres?
Por que continuo fugindo constantemente para um modo diferente de realidade?
Se não estou perdida nos livros, estou perdida nos filmes e até mesmo na música.
Por mais que eu tente poucas coisas na vida real me fazem sentir algo. Me fazem sentir viva e o sangue correndo nas veias.
Às vezes desperto do torpor e penso em como desperdiço meu tempo com coisas que não são reais, que nunca poderei tocar. Então por que meu deus, continuo a ficar aficionada por elas?
E quando não estou vivendo através de personagens fictícios, estou perdida na internet, sem rumo algum, só buscando a próxima distração.
Me sinto como um zumbi à procura de carne. Uma pessoa que anda, mas não tem vida, não tem alma.
Não sente, não fala, não luta, não reage, não pensa sozinha.
Não vive verdadeiras emoções. Não vive.
Vocês já pensaram em como seria a nossa vida se nada disso existisse? Se fosse como nos velhos tempos, quando ainda não existia nada além de nós mesmos. Será que seria diferente se tudo sumisse e nós deixasse a sós?
Será que finalmente passaríamos a interagir uns com os outros além da obrigação?
Me assusta como as pessoas cada vez mais se afastam e se isolam. Como é um sacrifício cada vez maior conviver em comunidade, respeitando uns aos outros, trabalhando em equipe.
No que nos tornamos? Tão egocêntricos e obcecados com coisas sem sentido, sem importância?
Será esse nosso destino? Isolados, porém unidos em nossa solidão?

You Might Also Like

15 comentários

  1. Olá!

    Muito boa sua reflexão! Nunca tinha parado para pensar nisso, mas, não acho que seja só nossa vida, tem que ver também nosso contexto histórico, o meio em que vivemos... acho que tudo ao nosso redor contribui para que fujamos da realidade... Mas, temos que admitir, é tão bom quando estamos em um livro, música, série tão bom... Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
  2. oi, oi.

    me encaixo perfeitamente no clube das pessoas que sempre estão procurando alguma distração pra esquecer da realidade. ao meu ver, faço isso pq minha vida não é como eu quero que seja e, infelizmente, nada posso fazer agora pra mudar. acho que tem como sim vc viver no mundo irreal e continuar no real... só saber diferenciar os ambientes. e, sinceramente, não sei como eu agiria se vivesse no século passado, onde não tinha nada do que temos hj. :D

    ótima reflexão! bjs!

    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Acredito não exista ninguém que viva 100% satisfeito com suas realidades ou até mesmo não queira fugir dela nem que seja um minuto.
    Eu gosto dos meus livros, gosto das minhas séries e também das minhas músicas. Mas não deixo de viver por causa delas e nem esqueço quem sou também. Acredito que tudo demais é ruim e tudo que nos deixa cegos também.
    Boa reflexão!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. nossa, eu acho que é exatamente assim, eu me sinto só geralmente , meio perdida msm cercada de gente

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  5. Oi minha linda! Saudades de ler suas reflexões.

    Acredito que buscamos na ficção as perfeições que não existem na vida real.
    A tecnologia faz parte da evolução do mundo, o grande problema são as pessoas. Sempre serão as pessoas. São elas que controlam seus atos, que muitas vezes são impensados.

    Historiar

    ResponderExcluir
  6. Oi, Raissa!
    Amei seu texto. Ele reflete muito o que vivemos hoje em dia.
    Por muitas vezes, também me vejo sozinha na multidão porque a realidade que vivo por agora não é que gosto. Mas fazer o que né?
    Beijos
    Balaio de Babados
    Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderExcluir
  7. Oi Raissa,

    Eu acho que sempre existiu uma maneira do ser humano entrar na "bolha", fantasia e fugir da realidade. As canções, a poesia a pura imaginação, enfim, táticas para a fuga! Hoje em dia eu uso bastante, a realidade é muito chara!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  8. Apesar do grande avanço da tecnologia que presume nos colocar mais perto dos que estão distante, realmente cada dia que passa estamos ficando cada vez mais sós em meio a nossa bolha digital.

    Bj e fk c Deus.
    Nana
    http://nanaeosamigosvirtuais.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olá, Raissa! Tudo bem?

    Gostei bastante do texto! Focou em um assunto que eu sempre ando pensando, até por isso o nome do meu blog é "realidade caótica".
    Enfim, acredito que cada um tenha uma forma de ver, sentir e no geral viver a vida. Isso é algo bom, o problema é quando começamos a seguir os paços dos outros, como marionetes, ou pior, quando nos deixamos levar por comentários negativos sobre nós; Todo tipo de crítica é bem vinda, mas temos que buscar filtrar, né?

    Posso ter fugido um pouco do assunto proposto no texto, mas ao ler, senti que deveria falar dessa forma. Completo esse comentário com um devaneio: "Gosto de observar as pessoas, me encantam, me assustam, enfim vivem. E é nesse momento que percebo que devo fazer o mesmo".

    Até mais.
    http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Forte esse texto, né? Acho que realmente estamos nos isolando cada vez mais. E acho que a culpa é muito do virtual, sabe? Já em relação realidade x fantasia, acho que a gente tem que ter o pé no chão, sem dúvida. Mas o mundo real é tão cruel, que faz bem buscar refúgio nos livros, séries, filmes... Sei lá, pelo menos no meu caso muitas histórias que leio e vejo por aí me dão esperança, sabe? Mas claro, tudo na medida certa. :)

    Beijos, Carol.
    www.pequenajornalista.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Raíssa!
    Eu não posso ser hipócrita. Sou amante sim da fuga da realidade.
    AMO filmes, séries e livros que me tiram do mundo em que vivo. Acho que é pelo simples fato de não ter dinheiro para conhecer o mundo, sabe? HAHAHAHAHA
    O que eu sempre digo é que não podemos usar essa 'realidade alternativa' nos afastar daqueles que amamos.
    Beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Que lindo, Raissa!
    Que reflexão bonita e melancólica.
    Eu uso muito a realidade alternativa de boas histórias, mas não para fugir da minha vida, que eu amo, é que eu simplesmente amo boas histórias.
    Mas sei que muita gente faz isso mesmo, muitas vezes sem nem perceber.
    Adorei o texto.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  13. Passei uma fase assim, a solidão com os livros, filmes e séries me traziam uma felicidade particular, eu notava que precisava falar sobre eles com alguém, mesmo que essas pessoas fosses "digitais", vi que eu poderia viver assim, no entanto percebi que estava me sentindo saturada, eu sempre precisava me comunicar, então algo estava faltando, por isso comecei a dizer sim para meus amigos reais e a partir daí eu soube dividir, eu percebi que a realidade é sim esse agridoce, mas vale a pena e nada melhor do que ouvir as histórias reais sobre a vida, quando as pessoas me contam pessoalmente.

    E quando eu quero apenas mergulhar na história e esquecer do mundo por algum motivo, eu fico em silêncio olhando para o nada, só comigo e busco encarar o que existe de fato para não anular nada.

    Seu texto é muito interessante e foi instigante, acho que tudo são fases e você perceber isso já mostra qual seu estado pessoal. É bom a gente se perceber pois assim muda.

    Ótimas decisões pra você.

    http://rascunhosehistorias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Raíssa!
    Vc sabe que eu tbm já pensei bastante nisso? Até comecei a escrever um texto tbm...
    "Vocês já pensaram em como seria a nossa vida se nada disso existisse? Se fosse como nos velhos tempos, quando ainda não existia nada além de nós mesmos. Será que seria diferente se tudo sumisse e nós deixasse a sós?
    Será que finalmente passaríamos a interagir uns com os outros além da obrigação?
    [...]
    Será esse nosso destino? Isolados, porém unidos em nossa solidão?"
    Adorei, como sempre <3
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Oi Ra, tudo bem contigo ???
    Flor, simplesmente amei o seu texto, e vou dizer porquê. Estou iniciando o processo de mestrado, e embora ainda não esteja efetivamente no curso, já estou tendo algumas aulas aqui e ali, e bem ... Embora o meu mestrado não seja totalmente a ver com o tema do seu texto, ele está ligado e como se não bastasse, durante grande parte da minha faculdade e depois dela, pesquisei e me interessei justamente por tudo isso !!!
    Desde sempre, ou talvez quase sempre, o ser humano se volta para outras realidades. Seja a religião que pregava deuses fantásticos, seja uma terra inexplorada, as realidades mudavam de irreais, reais, materiais ou imaginárias, mas sempre estiveram presentes em nossa história. Conforme o ser humano evoluiu, ele descobriu e passou a se voltar para novas formas de realidades, uma delas foram os nossos amados livros, outras foram as drogas ... E ai entra o meu adorado Budismo, que em suas raízes condenava o uso de qualquer tipo de entorpecente, e porquê ??? Porque o homem não precisa se desconectar para sentir, para se inspirar, para entrar em outras realidades. Tudo de que precisamos está no mundo real e em nossa mente, se aprendemos a viver com essas duas coisas fantásticas, aprendemos que tudo é possível.
    É normal o ser humano buscar novas realidades, o problema é como ele as busca e o que faz com elas.
    Se aproveitássemos o lado bom desses mundos e seguíssemos nossas vidas não haveria problema algum. Mas nos voltamos para nós mesmos, desistimos de muito para ficar com pouco, perdemos momentos preciosos de nossa vida e nem percebemos. Após muito pesquisar e muito refletir, penso que o problema foi criado por nós mesmos, nós nos direcionamos para o estado em que estamos, e aparentemente, está difícil encontrar o caminho de volta ...
    Por sorte existem pessoas como você que percebem isso muito bem, e que escrevem texto maravilhosos sobre o assunto, e nos fazem refletir sobre tudo isso !!! Amei o texto !!! *-*

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Obrigada por me visitar!
Beijos.

contatoooldr@outlook.com

SUBSCRIBE

Categorias