Escrevendo sem Medo

Projeto Escrevendo Sem Medo: Tema #10 Aquilo que eu não suporto

14:30


Tema #10: Aquilo que eu não suporto
Escreva sobre algo que você detesta e argumente sobre os motivos. Podem ser sentimentos ou atos, você escolhe. Por exemplo, eu detesto o preconceito existente contra a união gay e a indiferença das pessoas em relação aos maus tratos contra animais. Também detesto a inveja, esse é um sentimento que nunca conseguirei compreender. Enfim, você escolhe sobre o que quer falar. Leve esse tema como uma revolta, algo que você vê por aí que está extremamente errado. Discorra sobre isso.


O eu odeio?
Eu odeio a palavra VAGABUNDA e tudo o que ela representa.
Quando fiquei sabendo sobre o tema desse mês do "Projeto Escrevendo Sem Medo" eu pensei em inúmeras possibilidades de temas, porque há tanta coisa errada e escrota nesse mundo que é até difícil decidir.

Mas depois de ler o livro "The Duff" da autora ..., essa palavra ficou tatuada na minha mente. No livro, a personagem principal reflete sobre essa palavra e sobre como ela é usada em praticamente todas as mulheres.

Vire-se para a mulher mais próxima de você e pergunte a ela se ela já foi chamada disso ou se já se sentiu assim por algum motivo. Se ela nunca nem foi chamada e nem se sentiu assim por algum motivo, então dê os parabéns à ela, porque ela é uma raridade.
Quem aqui já foi chamada de puta?

Eu mesma já fui chamada disso e já me fizeram sentir suja e errada por causa disso. E o pior de tudo é que eu acreditei. Não estou dizendo que nunca fiz nada que me arrependi. Mas ser chamada disso é a coisa mais humilhante que já me aconteceu.

Porque a grande realidade é que nós mulheres somos constantemente julgadas, xingadas e menosprezadas. E essa palavra é o que a sociedade usa para definir aquelas mulheres que: não querem ter filhos, não querem se casar, se divorciaram, saem com vários homens, dormem com alguém no primeiro encontro, abortam, usam roupas curtas, dizem não para um cara na balada, são estupradas e diversas outras coisas que fogem do padrão que impuseram à nós.

Depois que eu li The Duff essa palavra ficou martelando na minha cabeça e toda vez que ela sai da boca de alguém (homem ou mulher) me dá, literalmente, arrepios.

Entendam de uma vez: PAREM DE CHAMAR AS PESSOAS DE VAGABUNDAS!
(Temos todas que parar de nos chamar de putas e vagabundas. Isso só dá aos garotos o direito de nos chamar de putas e vagabundas.)

Afinal de contas, o que é ser uma vagabunda? É sair com vários homens? Pois ninguém pensa que um homem que sai com várias mulheres é "vagabundo". Na verdade, ele é normalmente chamado de "pegador" e tratado como um deus entre seus amigos.

Então uma mulher é vagabunda porque dormiu com um cara no primeiro encontro? Só que ninguém pensa que o homem fez EXATAMENTE a mesma coisa! E ainda assim ele não é tratado dessa forma.

Então ser vagabunda é uma mulher que aborta? E quanto ao pai que abandona seus filhos e, no máximo, paga uma pensão só para não ir parar na cadeia??

Tudo isso, na verdade é uma grande hipocrisia e eu, sinceramente, não entendo uma pessoa que pensa dessa maneira.

E eu ouço constantemente essa palavra escrota sair da bocas de mulheres. Chamando outra mulher de vagabunda só porque ela sai com vários caras. Mas me diz: o que isso vai afetar na sua vida? E dai se ela sai com vários caras? A vida é dela e o corpo também! Cada um é responsável pelas suas escolhas e não deveria ser julgado por algo assim.

Então, aproveitando o texto de hoje, peço que reflitam muito bem a respeito do que é ser uma vagabunda e do que você está causando a pessoa que chama assim.

You Might Also Like

14 comentários

  1. oi, oi.

    e o que fazer quando tu chama as tuas amigas de vagabundas, puta? hahahaha. sempre faço, mas sabe quando é feito com carinho? então! eu acho que tudo vai depender da forma como você fala. é claro que é uma palavra bem feia e geralmente todos usam pra atingir negativamente as pessoas, mas graças a Deus eu só falo quando converso com as miga mesmo.

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
  2. gente que post mais legal! eu tbm acho um absurdo esse conceito de vagabunda, esse xingamento que mts vezes as proprias mulheres usam entre elas! PAREM!

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  3. Oi Raissa, amei seu texto e super concordo com sua forma de pensar.
    Já me peguei muitas vezes pensando sobre isso, só por que uma mulher gosta de sexo, ou expressa aquilo que pensa, é taxada de Vagabunda e isso é o de menos. Passei um período da minha adolescência em que as descobertas da vida era um chamado para mim, e meu modo de vestir e agir faziam muitas pessoas me olharem com outros olhos e isso impacta muito na nossa vida, apesar de não ligar muito para o que os outros pensam e falam não é nada fácil ser taxada de "puta". Atualmente procuro viver minha vida e aproveitar cada dia e ser feliz!

    XoXo

    http://www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Digitando com os pés porque as mãos estão te aplaudindo! Também não entendo mulheres que xingam outras mulheres, deve ser porque as que xingam têm o desejo incubado de fazer muitas das coisas que você citou, mas, por algum motivo, não fazem, aí ficam incomodando quem tem liberdade para fazer. Mas isso é muito do que a sociedade impõe e inculca na nossa mente. A mídia tem grande culpa nisso também. Parabéns pelo texto!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá Rai,
    Também odeio essa palavra, pois já ouvi muitas vezes.
    Estou aqui pensando o quão bom está seu texto e chocada com o que vejo na sociedade. Eu já tive o costume de pensar que determinada mulher era vagabunda, mas larguei mão disso, pois odeio essa palavra e o que ela representa.
    Acho que todas nós precisamos nos unir e vencer esse mal, mostrar ao mundo que não somos vagabundas por sermos nós mesmas.
    Parabéns pelo texto.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, Raissa!
    Que texto maravilhoso, de utilidade pública. Concordo com você em todos os aspectos, a mulher é julgada - negativamente - pela sociedade de maneira diferente do homem, e diante da mesma situação!
    Eu penso: quando é que a igualdade dos gêneros vai acontecer, será que estarei viva para ver?
    Hoje, no Twitter, fiquei muito triste quando vi uma tag muito, MUITO, machista nos trending topics, e que vem a dialogar exatamente com o teu texto. Mas o que me deixou mais triste foi ver que meninas, mulheres, estavam concordando com o assunto que a tag abordava, e me fez pensar na desunião e que precisamos nos unir e nos respeitar primeiro, para que, então, o restante da sociedade nos respeite.

    Mais uma vez, parabéns pelo texto!

    Beijos, Hel - Leituras & Gatices

    ResponderExcluir
  7. As pessoas de hoje estão muito mal educadas, na minha opinião. Os palavrões estão fazendo cada vez mais parte do dia-a-dia. Basta ver um video de um desses youtubers famosos, é "caralho" pra lá, "Foda-se" pra cá... É vergonhoso! Não só com vagabunda, mas todas essas palavras devem ser extintas, ou menos (muito menos) usadas.

    Abraços,

    Blog Decidindo-se \o/

    ResponderExcluir
  8. Oi Ra, tudo bem ???
    É engraçado como as vezes um texto nos faz pensar em outro e outro e nos faz associar a situações que mesmo não estando totalmente ligadas ao assunto, ainda sim possuem certa conexão. Quando terminei de ler o seu texto não conseguia parar de pensar no caso da Kesha.
    Não sei se você está acompanhando, mas a Kesha está processando a gravadora Sony e produtores e agentes da gravadora por assédio. O caso tá gerando uma polêmica danada e até um tempo atrás eu não tinha entendido muito bem do que tudo se tratava, mas daí descobri um texto no Lenny Letter e entendi. Quando li sua postagem logo lembrei desse outro assunto.
    Concordo com tudo o que você disse, e mesmo não que não pense no assunto com muita frequência, sou contra o uso de palavras como vagabunda e todas as outras que surgem quando pensamos nela. Acho que ainda temos muito o que mudar, mas pesar um pouco nossas palavras e excluir outras de nosso vocabulário já é um bom começo !!!

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Adorei o seu texto e só li verdades nele. Essa é uma palavra, um ato horrível. E você disse uma coisa que eu uso muito na minha vida: "o que isso afeta na sua vida?", tanto sobre esse assunto, quanto ao casamento homossexual, aborto, etc, "se não vai afetar a sua vida, qual é o problema?"

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  10. Oie Raíssa =)

    Eu acredito que palavras tem poder, por isso realmente algumas deviam ser excluídas do nosso vocabulário para sempre.
    Ótimo texto!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  11. Ótimo texto. Hoje em dia o mundo está muito avançado pra ainda se usar rótulos pra tudo. As pessoas tem cada vez mais independência e direito de fazerem o que bem quiserem, e quem somos nós para julgar

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem tag no blog, vem conferir!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Raissa!

    Meua parabéns pelo excelente texto e argumentos. Eu nunca vou entender e/ou muito menos aceitar essa distinção de gêneros. Cada um faz o que quiser da sua vida... se a mulher quer ficar com dez pessoas em uma só noite ou ir pra cama no primeiro encontro o problema é unica e exclusivamente DELA e de mais ninguém.
    Homens podem fazer tudo o que querem que sempre são os fodões, os pegadores...mulheres são vagabundas, vadias, piranhas, putas! Até quando isso vai existir??!!
    Parabéns novamente!

    Beijo
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  13. Oi, Raí!
    Quero parabenizá-la pelo texto maravilho e extremamente reflexivo.
    Quem nunca, né? Todas nós já passamos por isso, já fomos chamadas de vagabunda. E eu concordo com tudo, tudo mesmo o que você colocou em seu texto. Achei bacana você trazer a palavra e nos fazer refletir a respeito dela.
    Beijos
    Historiar

    ResponderExcluir
  14. Adorei, adorei, adorei!
    Realmente ninguém pensa que quando uma mulher vai pra cama com um homem no primeiro encontro, UM HOMEM VAI PRA CAMA COM UMA MULHER NO PRIMEIRO ENCONTRO. Meu deus, como as pessoas conseguem ser tão imbecis? Por que só as mulheres tem que sofrer as consequências das coisas? Além disso que você citou (concordo com tudo), tem também as fotos que sempre acabam vazando.
    Por que fotos de homens nunca vazam? E se vazam, por que não tem repercussão? Até parece que só quem tira fotos sem roupa é que tem um corpo. Todo mundo tem um corpo! Se a pessoa em questão resolveu mandar foto sem roupa pra alguém o direito é dela, e se esse alguém divulga a tal foto por aí, o crime é dele. Não é crime tirar foto sem roupa, não é crime sair com vários caras, não é crime não querer casar ou ter filhos. Espero que um dia todos entendam isso!

    Beijos,
    Kemmy - Duas Leitoras|Vem participar da resenha premiada e top comentarista de abril ♥

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Obrigada por me visitar!
Beijos.

contatoooldr@outlook.com

SUBSCRIBE

Categorias