Raposa Entrevista: Alyson Nöel (série Os Imortais)


Olá Leitores!!

Mais uma entrevista internacional rolando aqui no blog. Fiquei muuito feliz quando a Alyson, gentilmente, aceitou falar comigo. Pena que ela mora tão longe e não dê para ser pessoalmente.

Mas estou tentando conseguir umas entrevistas face to face para o blog. Aguardem! ;)


Alyson Noël é autora de Para sempre, Lua azul, Terra de sombras, Chama negra e Estrela da noite e Infinito, os seis volumes da série Os imortais, e de Radiante, primeiro livro da Série Riley Bloom. Seus livros ultrapassaram a marca de 6 milhões de exemplares vendidos nos Estados Unidos, 300 mil no Brasil, e, no intervalo de dois anos, oito de seus lançamentos figuraram nas listas de best-sellers de veículos como The New York Times, USA Today, Publishers Weekly, Wall Street Journal e LA Times.

Suas obras foram publicadas em 37 línguas e 50 países e acumulam, entre outros prêmios americanos, o National Reader's Choice Award, o NYLA Book of Winter Award e o TeenReads Best Books. Eleita recentemente pela revista OC Metro uma das vinte mulheres de maior destaque nos Estados Unidos, Alyson foi também indicada aos prêmios “Women in Business” e “Excellence in Entrepreneurship” do Orange County Business Journal.

Todos os volumes da série Os imortais e a Série Riley Bloom, recém-lançada no Brasil, tiveram os direitos adquiridos de filmagem adquiridos pelo estúdio Summit Entertainment, responsável pela adaptação cinematográfica da série Crepúsculo. (FONTE: site Intrínseca)


Se encontrarem algum erro na tradução me avisem por email que eu concerto, ok? Ok! Então vamos à entrevista! :D


     1. Where the book idea did came from? (The Immortals Series)

  1. De onde a ideia dos livros surgiu (série Os Imortais)
Most of my stories are based on personal experience—I steal from my own life all the time, and my motto is: If an experience didn’t kill me, I will find a way to write about it! The Immortals Series, in particular, was inspired by a period of intense grief. A few years ago, I lost three people I loved in five horrible months, and then just after that my husband was diagnosed with leucemia and I almost lost him as well. At the time, it felt like my entire world was crashing down and I started thinking a lot about life and death, mortality and immortality, and how we can still feel a bond with our loved ones even long after they're gone. Since I've always been interested in all things paranormal, Ever and Damen's story was born from there.

A maioria das estórias é baseada em experiências pessoais – eu roubo da minha própria vida o tempo todo, e meu lema é: se uma experiência não me matar, eu vou encontrar um jeito de escrever sobre ela! A série Os Imortais, em particular, foi inspirada em um momento de dor intensa. Há alguns anos atrás, eu perdi três pessoas em cinco horríveis meses, e logo depois disso, meu marido foi diagnosticado com leucemia e eu quase o perdi também. Na época, eu senti como se meu mundo inteiro estivesse caindo e eu comecei a pensar sobre a vida e a morte, mortalidade e imortalidade, e em como nós podemos sentir uma conexão com as pessoas que amamos, mesmo quando já faz tempo que eles se foram. Como eu sempre fui interessada por todas as coisas paranormais, a estória de Ever e Damen nasceu daí.

"Meu lema é: se uma experiência não me matar, eu vou encontrar um jeito de escrever sobre ela!"


2. Your characters are real people characteristics?
2. Seus personagens tem características de pessoas reais?


My characters are always fictional, but sometimes I’ll take characteristics from people I know and add them into the mix. Like, in The Immortals, Damen is a really good cook, which came straight from my husband who is the head chef in our house! 

Meus personagens sempre são ficcionais, mas às vezes eu pego características de pessoas que eu conheço e adiciono na mistura. Por exemplo, em Os Imortais, Damen é um cozinheiro muito bom, o que veio do meu marido, que é o chef da casa!



3. You have a project about to be released?
3. Você tem algum projeto prestes a ser lançado?
I’m currently working on a new YA series, Unrivaled, set in the fast-paced world of LA nightclubs, where three teens get caught up in a high-stakes competition and the desperate measures they take to win that make them suspects in a mysterious crime. The story is edgy, sexy, glamorous, gritty, mysterious, romantic, suspenseful, and I’m having so much fun writing it! The first book in the series is set to debut May 10, 2016, and I can’t wait to share it with everyone!


I’m also working on a new middle grade novel, Kiss My Wish, about eighth-grader Nick Dashaway, whose Christmas request doesn’t quite go according to plan. It’s a cautionary tale on being careful of what you wish for mixed with the spirit of the beloved classic It’s a Wonderful Life. Set to debut December 13, 2016.


Estou trabalhando em uma nova série young adult (jovem adulto), Incomparável (tradução livre), que se passa no acelerado mundo das boates de Los Angeles, onde três adolescentes estão em uma competição de alto risco e as medidas desesperadas que tomam para ganhar acaba tornando-os suspeitos de um crime misterioso. Essas estórias é original, sexy, glamurosa, misteriosa, romântica, cheia de suspense, e estou tendo muita diversão escrevendo! O primeiro livro da série está previsto para 10 de Maio de 2016, e eu mal posso esperar para compartilha-lo com todo mundo!

Também estou trabalhando em um novo romance, “Kiss My Wish”, sobre o aluno da oitava série Nick Dashaway, cujo pedido de Natal não é o que ele esperava. É um conto que te previne de tomar cuidado com o que deseja, misturado com o espírito do clássico “It’s a Wonderful Life”. Previsto para ser lançando em 13 de Dezembro de 2016.



4. How is the process since the completion of your books until they hit bookstores?

4. Como foi o processo desde a finalização dos livros até eles irem para as livrarias?


Well, it’s a long process, which is pretty standard for the publishing industry. After I finish a book, I turn it into my editor who reads it and sends me a letter sharing her thoughts and making suggestions for possible edits.  
After revising the manuscript she reads it again, if she thinks it needs a few more tweaks, we discuss that, if not, she sends it on to the copyeditor who reads it for typos, grammatical errors, inconsistencies—stuff like that. 
When the copy editor is finished, I go over it again, either accepting or rejecting the changes they made. Then the manuscript is sent on to a typesetter who reformats the type and adds in any artwork so that it looks like book, but it’s still not really a book. When that’s ready, I look it over again as this is usually the last chance to make any changes or corrections before it heads off to the printer to become a book. 
Meanwhile, as all of this editing is going on, there is a whole team of people—editors, publicists, marketing, the art department, the sales team. etc—who are busy discussing cover concepts, creating the cover, making a PR and marketing plan, creating catalog copy, sales copy, back cover copy, advertising placement, and a whole lot of other stuff I’m sure I’m forgetting to mention. 
The first copies off the press are usually Advanced Reading Copies—also known as ARCs—which go out to reviewers, bloggers, book stores, teachers, librarians, foreign agents, etc a few months before the book is released. About a year after I’ve turned in the first draft, an actual printed book is rolled off the press and sent out into the world. I also head out into the world for various appearances and usually a book tour. 
By that time, I’m well into the revision of the second book in the series, and the process begins all over again.

Bem, é um longo processo, que é bastante normal para a indústria editorial. Depois que eu termino um livro, eu dou para a minha editora ler e me depois ela me manda uma carta, compartilhando seus pensamentos e fazendo sugestões para possíveis alterações.
Depois de revisar o manuscrito ela lê de novo, se ela achar que precisa de mais alguns puxões, nós discutimos isso, se não, ela manda para o editor de texto, que corrige erros gramaticais, de digitação - coisas assim.
Quando editor de texto termina, eu faço tudo de novo, pata aceitar ou não as mudanças que eles fizeram. Então, o manuscrito é enviado para um tipógrafo, que formata o manuscrito para que se pareça um livro, mas ainda não é realmente um livro. Quando isso está pronto, eu reviso tudo de novo, já que essa é normalmente a última chance de fazer qualquer alteração ou correção antes de ser impresso e se transforme em livro.
Enquanto toda essa edição está acontecendo, há um time de pessoas - editores, publicitários, pessoas do departamento de arte, os vendedores, etc - que estão ocupados discutindo os conceitos da capa, criando a capa, fazendo planos de relações públicas e marketing, criando cópias do catálogo, cópias de venda, cópias da capa de trás, colocando publicidade, e um monte de outras coisas que eu tenho certeza que estou esquecendo de mencionar. 
Os primeiros exemplares fora da imprensa são normalmente Exemplares de Leitura Avançada - também conhecidos como ELA - que vão para colaboradores, blogueiros, livrarias, professores, bibliotecas, agentes estrangeiros, etc, alguns meses antes do lançamento do livro. Após um ano, o primeiro rascunho se transforma em um livro e vai ser vendido no mundo todo.
Eu também faço um tour para o lançamento do livro. 
E nesse meio tempo já estou no meio da revisão do segundo livro da série e o processo começa tudo de novo.



5. You always been interested in wrinting?
5. Você sempre teve interesse em escrever?

I was always an avid reader, but I first knew I wanted to be a writer ever since I read Are You There God? It’s Me, Margaret by Judy Blume. I was 12 at the time, and though I wrote a lot of bad poetry and short stories through the years, I didn’t get serious about writing until just after the tragic events of 9/11 when I was working as a flight attendant and living in NYC. 
It was a time of great change that forced me to own up to the fact that I’d spent way too much time talking about my dream, and not enough time pursuing it. So I signed up for an online writing class, and began work on my debut novel, Faking 19. 
It took two and a half years of writing, revising, submitting to publishers, getting rejected, and revising again before I landed my first book deal. I’ve now written 23 books, 21 are in stores, 2 are in production, and I have many more in the works.

Eu sempre fui uma leitora ávida, mas eu soube que gostaria de me tornar escritora quando li "Você Está Ai Deus? Sou eu, Margaret" (tradução livre) escrito por Judy Blume. Eu tinha 12 anos na época, e embora eu tenha escrito muita poesia ruim e estórias curtas conforme os anos, eu não levei a sério a escrita até os trágicos eventos de 11 de setembro, quando eu estava trabalhando como comissária de bordo e morando em Nova York.
Foi uma época de grandes mudanças que me forçaram a perceber que eu tinha passado muito tempo falando do meu sonho, e pouco tempo perseguindo-o. Então eu entrei em uma aula de escrita online, e comecei a trabalhar no meu romance "Fingindo ter 19 anos"
Eu levei dois anos e meio escrevendo, revisando, me reunindo com editores, sendo rejeitada e revisando novamente, antes de fechar meu primeiro contrato. Eu já escrevi 23 livros, 21 estão nas lojas, 2 estão em produção e eu tenho muito mais sendo trabalhado.

Foi uma época de grandes mudanças que me forçaram a perceber que eu tinha passado muito tempo falando do meu sonho, e pouco tempo perseguindo-o.


6. Who are youre favorite writers?
6. Quem são seus autores favoritos?

I have so many favorites it’s impossible to list them all, though I’ve recently read and enjoyed books by Jojo Moyes, Liane Moriarty, Gillian Flynn, Cheryl Strayed, Mary Pearson, Kimberly Derting, Jandy Nelson…the list is endless!

Eu tenho tantos favoritos que é impossível listar todos eles, embora eu tenho recentemente lido e gostado dos livros de Jojo Moyes, Liane Moriarty, Gillian Flyn, Cheryl Strayed, Mary Pearson, Kimberly Derting, Jandy Nelson... A lista é infinita!



7. Do you have any tips for the new writers?7. Você tem alguma dica para os novos autores?

The best advice I can give any writer is to READ—and read widely. The books you like, as well as the books you don't like—they all have something to teach you. Reading a lot of books, in a wide variety of genres, goes a long way toward teaching storytelling rhythm. It's the most valuable tool a reader has.

And then, of course, you have to WRITE. Get in the habit of writing when and where you can because the more you write the better you get. And again, allow yourself to write without judging, since you can (and should!) always go back and revise it later. I revise my books countless times before I hand them into my editor, and then, even after that, I usually revise them again before they hit the bookstore shelves. Then, once your work is finished, it's good to put it aside for a few weeks while you work on something else. It's amazing what you'll see when you revisit it with fresh eyes!

If you have writing classes available in school take them—if not, there are a lot of good writing books out there—two of my favorites are actually geared toward screenwriters, but whether it's a movie or a book, the story elements are basically the same. One is STORY by Robert McKee—and the other is SAVE THE CAT by Blake Snyder. ON WRITING by Stephen King is really helpful as well—the first part is mostly autobiography (which is really quite interesting), while the second half is some really solid writing advice.


Oh, and don't forget to LIVE! Don't spend so much time writing that you're not out there living! Your own experiences will make for much richer stories, so make sure to walk away from your computer now and then and go make some memories!

O melhor conselho que posso dar à qualquer escritor é LER - e ler muito. Os livros que você gosta, assim como os livros que você não gosta - eles todos tem algo para te ensinar. Ler muitos livros, de vários gêneros, já é um grande passo em direção a contar estórias. É a mais valiosa ferramenta que um escritor tem.

E depois, é claro, você precisa ESCREVER. Pegar o hábito de escrever quando e onde puder, porque quanto mais você escrever, melhor você fica. E de novo, se permita escrever sem julgamento, já que você pode (e deve!) sempre voltar e revisar depois. Eu reviso meus livros incontáveis vezes antes de entregar para meu editor, e mesmo depois disso, eu normalmente reviso eles novamente antes de irem para as livrarias. Depois que seu trabalho está finalizado, é bom colocá-lo de lado, enquanto você trabalha em outra coisa. É incrível o que você verá quando revisar com um novo olhar!

Se você tem aulas de escritas disponíveis na escola, leve-os - se não, há muitos bons escritores por aí - dois dos meus favoritos são na verdade, roteiristas, mas mesmo sendo livro ou filme, os elementos da estória são basicamente os mesmos. Um é "STORY" por Robert McKee - e o outro é "SAVE THE CAT" por Blake Snyder. "ON WRITING" de Stephen King é de muita ajuda também - a primeira parte é mais biográfica (o que é muito interessante), mas a segunda parte contém conselhos muito bons sobre escrita.

Ah, e não se esqueça de VIVER! Não passe tanto tempo escrevendo e nenhum tempo vivendo. Suas experiências próprias farão suas estórias mais ricas, então saia da frente do computador agora e vá fazer algumas memórias!

Ler muitos livros, de vários gêneros, já é um grande passo em direção a contar estórias. É a mais valiosa ferramenta que um escritor tem.


8. Did you do any kind of research to write?8. Você fez algum tipo de pesquisa para escrever?

The research was, and continues to be, one of the best parts of the writing process! It's the perfect excuse to study the subjects I've always been interested in. So anytime I'm lying on the couch reading a book about psychic phenomenon, or watching a documentary on near death experiences, I can honestly say, "Don't bother me, I'm working!"

While writing The Immortals Series, I read a ton of books on ghosts, psychics, near death experiences, past lives, auras, chakras, crystals, reincarnation—you name it! But aside from all the book reading, Internet searching, and documentary watching, I also took a three-day psychic development seminar with world famous medium and best selling author, James Van Praagh, and it was absolutely fascinating! He had us engaging in all sorts of meditations and psychic exercises, and I must say the results really exceeded my expectations—I was blown away!

I also did a couple past life regressions with bestselling author Dr. Brian L Weiss who's a leading pioneer in the field. And while I was a bit skeptical going in, I have to say the visions I saw under hypnosis were nothing like I thought they would be!

A pesquisa foi e continua sendo, uma das melhores partes do processo de escrever! É a desculpa perfeita para estudar os assuntos. Então, a qualquer momento estou deitada no sofá, lendo algo sobre fenômenos psíquicos, ou assistindo um documentário sobre experiências de quase morte. Eu posso dizer honestamente, "Não me incomode, estou trabalhando!".

Quando eu estava escrevendo a série "Os Imortais", eu li muitos livros sobre fantasmas, médiuns, experiências de quase morte, vidas passadas, auras, chacras, cristais, reincarnação - pode citar qualquer um! Mas fora todas essas leituras, pesquisas na internet e documentários, eu também fui em um seminário de três dias sobre desenvolvimento psíquico com mundialmente famosos médiuns e o autor de best seller James Van Praagh, e foi absolutamente fascinante! Ele nos deixou atraídos com todos os tipos de meditação e exercícios psíquicos, e eu devo dizer que o resultado foi além das minhas expectativas - eu fui soprada pra longe!

Eu também fiz algumas regressões ao passado com o autor Dr. Brian L. Weiss, que é pioneiro neste campo. E enquanto eu estava um pouco cética, as visões que tive sob hipnose não foram nada como eu pensei que seriam!

Quando eu estava escrevendo a série "Os Imortais", eu li muitos livros sobre fantasmas, médiuns, experiências de quase morte, vidas passadas, auras, chacras, cristais, reincarnação


9. Do you believe that there is life after death, as in your books?
9. Você acredita em vida após a morte, como nos seus livros?

I like to keep an open mind. A willingness to consider all the possibilities and be open to whatever the universe has to offer is what keeps the creativity flowing. There's a limited number of "what ifs" if I assume I already have all the answers. Besides, I've experienced enough unexplained phenomenon to ever say never.

Gosto de manter a mente aberta. Ter a boa vontade para considerar todas as possibilidades e estar aberta para o que quer que o universo tenha a oferecer é o que mantém a criatividade fluída. Há um número limitado de "e se", se eu assumo que já tenho todas as respostas. Além disso, eu já presenciei fenômenos inexplicáveis suficientes para nunca dizer nunca.



10. A message for the readers? 
10. Uma mensagem para os leitores?


THANK YOU for all your thoughtful, Facebook messages, Tweets, Instagram comments and kind comments about the books – your support truly means the world to me, and YOU are the reason I love doing what I do!  



OBRIGADA por todas as suas atenciosas mensagens no Facebook, tweets, comentários no instagram e comentários gentis sobre os livros - seu apoio verdadeiramente significa o mundo para mim, e VOCÊS são a razão de eu amar fazer o que faço!  

Espero que vocês tenham gostado tanto da entrevista como eu gostei. Obrigada, Alyson pela atenção e pelas respostas maravilhosas!

O Outro Lado da Raposa

22 comentários:

  1. Oi Raissa, sua linda, tudo bem
    Nossa, uma entrevista internacional, amei!!!!!!!! Eu fiquei babando, eu não falo inglês, então a oportunidade que eu tenho de conhecer esses autores internacionais é também pelos blogs. Já li muitas entrevistas, mas a autora soube deixar essa bastante interessante. Fiquei louca com as pesquisas que ela fez. Sabe eu adoro isso, já pensou, você escolhe um assunto para escrever e vive tudo sobre aquele assunto, tem experiências, isso é vida!!!!! Ela foi a palestras, eventos e chegou até a fazer regressão. Que máximo!!!!!!
    Adorei a entrevista, adorei a autora.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Cila, que bom que gostou. Achei a autora super simpática!!

      Excluir
  2. Oie,
    nossa que legal a entrevista hein.
    Confesso que não curto tantos os livros da autora, começam bem, mas parece que a série não anda muito.

    bjs
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gosto muito da série e a autora foi super simpática!

      Excluir
  3. Olá!

    Parabéns por mais uma entrevista! Ótimas perguntas, a Alyson parece ser bem simpatíca e, saber que ela pesquisou bastante antes de escrever faz com que sua credibilidade fique maior ainda! Parabéns e sucesso para as duas!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oie Raissa =)

    Confesso que mesmo a Alyson Noel sendo uma autora bem comentada, nunca senti curiosidade de ler nenhum livro dela. Pelo menos não até o momento.
    Parabéns pela entrevista! A autora me pareceu bem simpática ^^

    Beijos e um bom final de semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  5. Aaahh que fofa, a Alyson é um amor de pessoa mesmo, ela não só respondeu como fez maior textão né hahaha parabéns pela entrevista! *-*

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova no blog de "Lírio Azul, Azul Lírio", vem conferir!

    ResponderExcluir
  6. Raissa que animaaaal, caracaaa, parabéns, uma entrevista internacional é simplesmente demaaais!! Achei os conselhos dela muito bons, principalmente para quem quer ser um escritos! E concordo que as pessoas não podem se prender só em ler e escrever, porque são as experiências que não trazem inspirações!!
    Gente, ela foi super simpática, respondeu com atenção e dedicação todas as perguntas. adoro ela agora <3

    Beijos, Love is Colorful & Sorteio Lentes para Celular

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pela entrevista e internacional! Amei!
    Beijo

    Dicas para Todas

    ResponderExcluir
  8. Oi Raissa!
    Parabéns pela entrevista, a autora é um amor, mas confesso que eu não gosto muito dos livros dela.
    Pelo menos a série "Os Imortais" não consegui terminar de ler.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Adorei a entrevista! Já li ''Para Sempre'' e não me senti atraída a continuar a série. Porém achei a Alyson bem interessante. Quem sabe eu não continuo no futuro?
    Parabéns pelas entrevistas, principalmente as internacionais. Imagino só o gostinho maravilhoso de conhecer e mostrar para as pessoas um pouco sobre os escritores! É tão bom ler, imagino entrevistar...
    Abraços!

    http://livrosperfeitosmsoffiati.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi
    A Alyson parece ser uma fofa, falta dois livros para terminar
    a série imortais, mais quando tinha dinheiro só achava a versão econômica
    Gostei da entrevista e é bom saber que vem vindo coisas novas por ai.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Raissa, que entrevista maravilhosa!
    Adorei! Como vc conseguiu? Ela explicou bastante coisa e tem uma equipe grande e talentosa por tras dela também, até pq dá para ver pelas capas e o conteúdo dos livros! ;)
    Ela é sempre tão simpática. Eu adoro os livros dela com essa pega esotérica e espiritual, tenho 3 coleções delas( Os imortais, Radiante e Os buscadores de almas)
    Bjs

    http://achadosdamila.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/achadosdamila

    ResponderExcluir
  12. Oi Raissa, adorei a entrevista. Nunca li nada da autora, mas gostei de conhecê-la melhor. Beijos, Mi

    Blog Recanto da Mi

    ResponderExcluir
  13. Uau que tudo a entrevista, ainda não conhecia os livros dela beijos

    ResponderExcluir
  14. Oiee Mannn
    Adoro os livros dela, comecei a ler eu devia ter uns 15 anos e lia muito rápido, quase que lia um e já queria ler outro *0* Adorei a emtrevistaaa
    Ótimas perguntas
    Gostei muito de saber mais sobre o processo editorial, pois ultimamente tenho tido contato com esse meio e é essa loucura toda aí mesmooo
    Beijinhos Screepeer
    Screepeer
    Obs: Fiz um grupo de divulgação para Blogs de entretenimento, e, como seu blog está bem nessa vibe. Gostaria de te convidar *-*
    Blogs de Entretenimento

    ResponderExcluir
  15. Oi, Raissa! Tudo bem? Caramba, já fiquei chocada com essa entrevista na primeira resposta, tadinha da Alyson :/ Eu li os primeiros livros da série "Os Imortais", acabei me decepcionando e desisti da série, não fazia ideia de que a história era tão significativa a esse ponto para a autora. Curti a sinopse do próximo livro dela, o "Unrivaled", espero que ele seja realmente o que ela está prometendo! Adorei o fato da autora ter dado respostas bem longas, imagino que no ao vivo ela seja ainda mais atenciosa!! Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oii Raissa. Que lindas as duas! Amei a entrevista com a Alyson, nunca tinha lido nenhuma entrevista dela e foi muito legal conhecer a autora como pessoa, sua visão das coisas e o melhor de tudo seu próximo projeto Incomparável que parece ser muito legal
    Parabens! Muito sucesso ao blog e a ti, sempre

    Beijokas

    naprateleiradealice.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  17. Olá!

    Tô desde sexta para comentar nessa entrevista.
    Gostei das perguntas! E adorei as respostas. AMO autores que respondem mais do que sim e não HAHAHAHA
    Achei legal ter influencias da vida dela, a Meg também aproveita disso.
    Não li nada dela, pois a proposta não me chama atenção, mas o conto me chamou atenção!
    Enfim, parabéns pela entrevista!


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  18. Oi, Raíssa.
    Que entrevista linda.
    A autora é muito simpática e educada.
    Gostei muito e parabéns pela entrevista.
    Abraços.
    Diego || Diego Morais Viana

    ResponderExcluir
  19. Oi flor, tudo bem contigo ???
    Ra, primeiramente eu preciso te parabenizar por essa entrevista incrível !!! Nossa, meus olhos até brilharam quando eu vi essa postagem, fiquei super feliz por você !!!
    A autora parece ser uma fofa e super simpática né ?! É tão legal ver que os autores nos respondem, arranjam um tempinho dentro de sua rotinas corridas para responder os leitores e realizar entrevistas !!!
    Confesso que fiquei aqui admirada pela força que ela não deve ter, por ter enfrentado a perda de pessoas queridas e ainda a doença do marido. Ela é uma mulher que deve ser observada como um exemplo, adorei o relato dela !!! ^^

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Obrigada por me visitar!
Beijos.

contatoooldr@outlook.com

Instagram